contato@gestartcondominios.com.br
Gestart Condomínios | Por que adquirir um seguro residencial, condominial ou habitacional?
17987
post-template-default,single,single-post,postid-17987,single-format-standard,ajax_updown_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Por que adquirir um seguro residencial, condominial ou habitacional?

Por que adquirir um seguro residencial, condominial ou habitacional?

O seguro residencial é parte importante na compra de um imóvel, são muitos os benefícios que esse tipo de serviço pode trazer, mas, para isso, é importante que seja feita uma pesquisa para entender as diferenças de coberturas e saber qual a melhor opção para você. A cobertura básica cobre prejuízos provocados por queda de raio, explosão e/ou incêndio. Além da cobertura tradicional, é possível adicionar algumas outras proteções, como roubo, desmoronamento, desastres naturais, danos elétricos, etc.

O seguro condominial/habitacional é diferente do residencial e obrigatório por lei. Ele normalmente cobre quaisquer danos ocorridos à estrutura do prédio, como os causados por queda de raio, explosão ou incêndio, tanto nas áreas comuns ou individuais. Existem duas coberturas, a básica, que foi descrita acima, e a ampla.

A cobertura ampla, que é caracterizada por uma maior abrangência de vantagens, é bem mais completa e inclui vantagens como:

  • Danos elétricos: cobre máquinas, equipamentos e instalações elétricas;
  • Responsabilidade civil do condomínio e síndico: garantia do reembolso ao síndico ou condomínio, da quantia pela qual for responsável civilmente, caso haja alguma sentença judicial transitada em acordo ou julgado, que se relacionam a danos involuntários, materiais/corporais, prejudicados por causa do condomínio ou síndico; • Ruptura na tubulação: cobrirá perdas materiais atingidas pelo vazamento da água e/ou esgoto;
  • Derrame de sprinklers: cobrirá danos materiais de origem súbita e avarias, imprevistas ou acidentais do condomínio, causadas por infiltrações ou derrame de alguma substância líquida contida nas instalações de chuveiros automáticos;
  • Quebra de vidros, mármores e granitos: caso ocorra a quebra de alguns desses itens localizados nas áreas comuns do condomínio, inclusive na fachada (se for causado por algum dano externo);
  • Impacto de veículos terrestres: cobrirá os danos materiais causados ao condomínio;
  • Incêndio para conteúdo dos condôminos: cobrirá as perdas causadas aos conteúdos localizados em suas respectivas unidades autônomas, especificamente em decorrência de incêndio, queda de raios, de aeronaves, explosão e fumaça.

O seguro residencial se responsabiliza pelo reparo ou reconstrução do seu imóvel, caso ele tenha sido danificado ou destruído por raio, explosão ou incêndio. Cada seguradora possui um Limite Máximo de Indenização (LMI) ou Limite Máximo de Garantia por Cobertura Contratada (LMGCC).

Tags: